segunda-feira, 16 de maio de 2016

A Era das Trevas - Godzilla vs. Gargantuas

A Era das Trevas - Godzilla vs. Gargantuas
 
 
 
A série "Showa" de Godzilla terminou em 1975 com o fracasso nas bilheterias de Terror of Mechagodzilla (em Japão, pois o filme só chegou nos Estados Unidos por volta de 1978). Assim começou uma era de trevas em que nove anos passaram sem a produção de outro filme de Godzilla.
 
Os americanos não perceberam tanto esta falta, pois os últimos três filmes (Godzilla vs. Megalon; Godzilla vs. Mechagodzilla*; e Terror of Mechagodzilla) foram lançados nos EUA em 1976, 1977 e 1978, respectivamente. Além disso, por volta do final da década de 70, o Marvel Comics adquiriu os direitos a publicar um quadrinho de Godzilla, o que durou dois anos antes de ser cancelado (pelo que entendo, o motivo está mais relacionado ao valor elevado que Toho estava pedindo para continuar com os direitos, e não as baixas vendas do quadrinho). Além disso, Godzilla foi transformado num desenho animado pela Hanna Barbera (Os Jetsons; Os Flintstones; João Grandão; Pepe Legal; Manda Chuva; Zé Buscapé; Capitão Caverna; etc.) na mesma época. Então os americanos provavelmente perceberam a ausência do Godzilla menos que os japoneses, mas mesmo assim, passou sete anos antes de um novo filme de Godzilla chegaria nas telonas americanas.
 
No entanto, houve algumas tentativas a trazer o Godzilla de volta da sua hibernação cinemática. Nos próximos meses, o Catedral de Kaiju irá pesquisar esses "Miniras**" abortados de Godzilla, culminando numa dupla resenha das duas versões de Gojira (1984).
 
Um dos filmes que foi anunciado foi Godzilla vs. Gargantuas. Henry Saperstein, o distribuidor que havia comprado os direitos para A Guerra dos Monstros/Monster Zero (1965) e Invasão das Gargântuas/War of the Gargantuas (1966), achou bacana a ideia de trazer os dois kaiju humanoides, Sanda e Gaira, de volta. A ideia foi para colocar os dois monstros contra Godzilla. O estúdio UPA Productions havia participado/contribuído na criação de alguns filmes de Toho, principalmente aqueles que tinham atores americanos conhecidos (i.e. Nick Adams e Russ Tamblyn) no seu elenco. Eles iriam financiar o filme, que tinha um orçamento inicial de 6 milhões de dólares (o orçamento maior para um filme de Godzilla até aquele momento). Infelizmente, a ideia foi natimorto e só temos um pouco de arte conceitual sobrando.
 
 
* - também conhecido como Godzilla vs. the Cosmic Monster e Godzilla vs. the Bionic Monster
 
 
** - "Minira" é o nome do filho de Godzilla nos filmes dos anos 60. Ele foi traduzido como "Minya" no filme A Vingança de Godzilla (1969).

Nenhum comentário:

Postar um comentário