sexta-feira, 20 de maio de 2016

A Era das Trevas - Godzilla vs. the Devil

A Era das Trevas: Godzilla vs. the Devil (aka Godzilla Contra o Diabo)



Godzilla vs. the Devil é uma anomalia interessante na história do Godzilla, pois durante décadas era conhecido como um dos projetos não realizados do Grande G durante o período de nove anos (1975-1984) em que nenhum filme foi produzido. Eu mesmo fiquei sabendo da sua existência por volta de 1998, provavelmente no webpage Godzilla Tohotopia. O projeto foi mencionado em outros sites e revistas durante os anos 90 como sendo um dos projetos que foi apresentado aos produtores, mas que não foi pra frente.

O sinopse do projeto foi bastante simples: O Adversário começa a se manifestar na Terra em forma de animais gigantes (um peixe, um pássaro e uma aranha). O Godzilla aparece para derrotar essas manifestações para depois enfrentar o próprio Lúcifer em toda a sua glória sombria.

Parece legal, não parece?



É uma pena que esse projeto na verdade era apenas uma lenda urbana que foi perpetuada durante tanto tempo que ganhou uma vida própria. Descobri isso quando eu criei uma pesquisa no forum do Toho Kingdom sobre os projetos do Godzilla que os fãs mais queriam que fosse filmados. Eu incluí o Godzilla Contra o Diabo na lista e alguns usuários não apenas comentaram que era uma lenda urbana, mas reclamaram que jamais devia ser incluído na lista.

Pessoalmente, não vejo muito diferença entre dizer "Queria que X projeto abandoado fosse filmado" e "Teria sido legal se esse projeto que foi uma lenda urbana fosse real e produzido." Ambas as situações tratam do "o que poderia ter sido", então para mim é a mesma coisa.

Eu gosto dessa ideia, embora seria um pouco difícil enquadrá-la tonalmente com os outros filmes, tanto da era Showa quanto da era Heisei. Talvez seria uma boa sequência ao Godzilla-Mothra-King Ghidora: Giant Monsters All-Out Attack, em que o Godzilla era uma manifestação dos espíritos das pessoas que morreram durante a Segunda Guerra Mundial. Quando eu era adolescente, eu escrevia sinopses para filmes de Godzilla que eu faria se eu tivesse todo o dinheiro no mundo. Uma das ideias que eu tive se baseiou nisso, em que o Godzilla lutasse contra o Diabo em Jerusalém na Véspera da Segunda Vinda de Jesus Cristo. A aparição do Salvador no céu seria o ponto em que o Diabo seria destruído e Godzilla seria vitorioso.



Então, este projeto perdido não foi perdido, pois nunca existiu de verdade. Mas gostaria de indicar Godzilla Contra o Diabo para o prêmio de Melhor Lenda Urbana de Godzilla.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

A Era das Trevas - Godzilla vs. Gargantuas

A Era das Trevas - Godzilla vs. Gargantuas
 
 
 
A série "Showa" de Godzilla terminou em 1975 com o fracasso nas bilheterias de Terror of Mechagodzilla (em Japão, pois o filme só chegou nos Estados Unidos por volta de 1978). Assim começou uma era de trevas em que nove anos passaram sem a produção de outro filme de Godzilla.
 
Os americanos não perceberam tanto esta falta, pois os últimos três filmes (Godzilla vs. Megalon; Godzilla vs. Mechagodzilla*; e Terror of Mechagodzilla) foram lançados nos EUA em 1976, 1977 e 1978, respectivamente. Além disso, por volta do final da década de 70, o Marvel Comics adquiriu os direitos a publicar um quadrinho de Godzilla, o que durou dois anos antes de ser cancelado (pelo que entendo, o motivo está mais relacionado ao valor elevado que Toho estava pedindo para continuar com os direitos, e não as baixas vendas do quadrinho). Além disso, Godzilla foi transformado num desenho animado pela Hanna Barbera (Os Jetsons; Os Flintstones; João Grandão; Pepe Legal; Manda Chuva; Zé Buscapé; Capitão Caverna; etc.) na mesma época. Então os americanos provavelmente perceberam a ausência do Godzilla menos que os japoneses, mas mesmo assim, passou sete anos antes de um novo filme de Godzilla chegaria nas telonas americanas.
 
No entanto, houve algumas tentativas a trazer o Godzilla de volta da sua hibernação cinemática. Nos próximos meses, o Catedral de Kaiju irá pesquisar esses "Miniras**" abortados de Godzilla, culminando numa dupla resenha das duas versões de Gojira (1984).
 
Um dos filmes que foi anunciado foi Godzilla vs. Gargantuas. Henry Saperstein, o distribuidor que havia comprado os direitos para A Guerra dos Monstros/Monster Zero (1965) e Invasão das Gargântuas/War of the Gargantuas (1966), achou bacana a ideia de trazer os dois kaiju humanoides, Sanda e Gaira, de volta. A ideia foi para colocar os dois monstros contra Godzilla. O estúdio UPA Productions havia participado/contribuído na criação de alguns filmes de Toho, principalmente aqueles que tinham atores americanos conhecidos (i.e. Nick Adams e Russ Tamblyn) no seu elenco. Eles iriam financiar o filme, que tinha um orçamento inicial de 6 milhões de dólares (o orçamento maior para um filme de Godzilla até aquele momento). Infelizmente, a ideia foi natimorto e só temos um pouco de arte conceitual sobrando.
 
 
* - também conhecido como Godzilla vs. the Cosmic Monster e Godzilla vs. the Bionic Monster
 
 
** - "Minira" é o nome do filho de Godzilla nos filmes dos anos 60. Ele foi traduzido como "Minya" no filme A Vingança de Godzilla (1969).