sábado, 1 de agosto de 2015

Godzilla 3-D - O Filme que Não Era

Godzilla 3-D - A Primeira Tentativa de Trazer o Godzilla ao Hollywood
 
 
 
 
OBS: Este artigo é uma tradução (e resumo) do artigo postado no Rodan's Roost.
 
 
Um meteoro choca com um satélite americano em órbita, fazendo com que dispare um míssil nuclear, que entra na atmosfera da Terra e explode no meio Oceano Pacífico. A explosão acorda uma criatura reptiliana gigante. Ao mesmo tempo, um navio de pesca japonês se perde no mar. Quando é encontrado, o navio está queimado e fortemente danificado. O governo americano confisca o navio. Jornalista Dana Martin entra escondida no navio, e acha um trilobita viva entre os destroços. Ela fica estarrecida quando um pescador sai das sombras, falando a palavra "Godzilla" antes de morrer.
 
Martin leva a trilobita para paleontólogo Gerald Balinger, que duvida que a criatura é autêntica até conseguir examiná-la. Enquanto isso, soldados americanos estacionados na Ilha Oto, perto do Taiti, testemunham a destruição de um vilarejo por uma criatura gigante que emerge do mar.
 
No litoral do México, Coronel Peter Daxton da marinha americana é convocada para investigar a destruição de um submarino soviético. Daxton perdeu um olho numa briga com um espião russo Boris Kruschev, que está assistindo a investigação americana de um barco. Kruschev perdeu uma mão na mesma briga que custou Daxton o seu olho, e agora tem uma lâmina de aço no seu lugar. Kruschev não está interessado no submarino em si, mas quer dois misseis "Dragão" que se afundarem com ele. Esses misseis são armas "anti-fusão" desenhados para neutralizar armas nucleares. Os misseis são confiscados pelo governo americano até um acordo é feito entre a União Soviética e os Estados Unidos mediante uma conversa com as Nações Unidas. Uma gravação é encontrada, mostrando o navio sob ataque por uma criatura gigante.
 
Depois da missão, Daxton volta para Califórnia, onde encontra com seu filho Kevin. Kevin é um mágico amador e tem uma fascinação por lagartos. Pouco tempo depois, o CIA convoca o Daxton para Baja Califórnia, onde a carcaça de um grande réptil apareceu na praia. Daxton o reconhece como a criatura que atacou o submarino, e acha que foi morto por torpedos lançados pelos russos que estavam tentando proteger o navio. Balinger, o paleontólogo, acha que é um dinossauro, mas o governo americano acredita que o monstro tem origens extraterrestres e inicia um processo de encobrimento (ou "cover up"). Balinger, decepcionado com a atitude do governo, conta para o Kevin sobre a lenda de Godzilla, um dragão mitológico conhecido pelos pescadores japoneses.
 
Perto do litoral californiano, uma criatura ainda maior emerge do mar para destruir uma plataforma de petróleo.
 
A carcaça do outro animal é levado para um armazém em San Francisco. Os pesquisadores começam a ficar doentes, mostrando sinais de intoxicação de radiação. Balinger supõe que a criatura era um reator nuclear vivo, um "proto-ssauro" que existia até antes dos dinossauros. Ele também acredita que há um outro animal, um maior, que está causando os desastres marinhos.
 
Kruschev, num tentativo de pegar os misseis de volta, sequestra o Kevin e o leva para um base secreto na Ponte de Golden Gate. Neste momento, o Godzilla aparece, aterrorizando os motoristas presos na ponte. Um golpe com a sua cauda destrói parte da ponte, aparentemente matando Kevin e Kruschev. Tanques aparecem e atacam Godzilla, mas só conseguem enraivecer o monstro, que destrói a ponte inteira. Ao mesmo tempo, Daxton e Balinger elaboram um plano para destruir o Godzilla com os misseis soviéticos.
 
Jatas tipo F-16 atacam Godzilla no Union Square, mas o Godzilla pega um bonde e o usa como uma maça contra as jatas. Dana Martin e Balinger vão para Alcatraz para tocar a gravação do outro monstro numa tentativa de chamar a atenção de Godzilla. Enquanto o Daxton está carregando os misseis num helicóptero Cobra, Kruschev reaparece com o Kevin, exigindo a devolução dos misseis. Daxton e Kruschev logo está lutando novamente, mesmo depois do helicóptero decolar. Kruschev finalmente cai do helicóptero na mão do Godzilla. Godzilla olha para agente soviético por um distante antes de queimá-lo com seu bafo radioativo.
 
Godzilla continua destruindo San Francisco em busca da outra criatura. Achando o corpo do outro animal, Godzilla solta um berro de raiva e angústia. Antes de voltar para a cidade, Balinger e Martin tocam a gravação, fazendo com que o Godzilla vá até a Ilha Alcatraz. Daxton chega, arrastando com si um dos misseis dragão, o que é carregado num helicóptero protótipo Scorpion-78. Um dos soldados cai do helicóptero, e Daxton pede para o Kevin lançar o míssil contra Godzilla. O míssil explode dentro da boca de Godzilla. A força da explosão faz o Kevin cair, mas ele é pego no ar pelo Godzilla, que o coloca no chão antes de morrer.
 
História: O projeto foi concebido pelo Steve Miner (Sexta-feira 13 parte 2 e Sexta-feira 13 parte 3). O Toho concordou com o projeto. A história foi escrita por Fred Dekker (Deu uma Louca nos Monstros e Noite dos Arrepios) e o plano foi para usar stop motion para os efeitos especiais. Esta versão do Godzilla foi projetada por artista William Stout e Stephen Czerkas (Planeta dos Dinossauros) construiu o protótipo físico do monstro. Em algum momento, David Allen (Querida, Encolhi as Crianças) e Rick Baker (MIB: Men in Black e o clipe de Thriller do Michael Jackson) iam fazer parte da equipe de efeitos especiais do projeto. O orçamento foi projetado como sendo de 30 milhões de dólares, um valor absurdo para o que os produtores achavam ser um filme infantil. O Steve Miner tentou vender a ideia para vários estúdios, mas nenhum estava interessado. Depois tirou o elemento de 3-D a fim de baixar o projetado orçamento, mas ninguém se interessou. Em 1984, o Miner desistiu da ideia.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário